Meditação – Dicas para iniciantes

A maioria das pessoas, provavelmente, já tentou meditar, quer pela orientação de uma gravação, pela leitura de alguns livros, ou em workshops. No entanto, nem sempre as primeiras tentativas de meditação culminam da forma desejada. Na realidade, grande parte das pessoas acaba mesmo por se sentir desmotivada em continuar após as primeiras sessões, fazendo assim, com que desistam de aprender e praticar uma das competências mentais que mais as poderá beneficiar.
A meditação é uma técnica que desenvolve habilidades como a concentração e a tranquilidade, através de métodos que envolvem a postura e a focalização de atenção para atingir o bem-estar psicológico e físico. Métodos esses, que ao contrário do que muitos pensam, apresentam algum grau de exigência e dificuldade, que com o tempo se vão desvanecendo, até se tornarem competências automáticas e inconscientes. Por isso, se já experimentou e não obteve os resultados pretendidos, o truque é persistir.

Dicas

  • Deve começar por pensar no objetivo que deseja alcançar ao meditar. É importante que conheça esses motivos para que toda a prática seja orientada nesse sentido;
  • De seguida, deve reservar um ou dois momentos ao longo do seu dia para se abstrair. Poder ser logo pela manhã ao acordar, a meio do dia ou quando se for deitar, o importante é que durante determinado tempo, por exemplo, entre cinco e vinte minutos, tente alcançar a tranquilidade dentro de si. (Não se esqueça que para encontrar essa serenidade é essencial que esteja num local calmo com o mínimo de distrações possíveis, pouco ruído e luz fraca);
  • É bom assegurar também que a prática de meditação dure o tempo que definiu, mas não é aconselhado que interrompa o seu momento de concentração para ver as horas. Desta forma, coloque um alarme para garantir que esses pensamentos não o interrompem;
  • Deve ainda garantir que utiliza uma roupa confortável durante este processo, por norma, roupas mais soltas e leves são a melhor solução;
  • Apesar da meditação ser uma técnica que lhe permitirá acalmar-se em momentos de maior stress, a verdade é que para iniciantes o melhor será tentar meditar quando já se encontra relaxado, tendo em conta que pode ser difícil encontrar o equilíbrio de que necessita numa situação de maior pressão;
  • E, por fim, não exija demais de si mesmo. Entenda que no início será sempre difícil concentrar-se, todos os praticantes passam por essa dificuldade.

Benefícios da meditação para a saúde

Com a prática de meditação é possível melhorar o seu bem-estar e qualidade de vida, através da tranquilidade e concentração que a prática promove, mas também pelo facto de:

  • Diminuir as insónias;
  • Auxiliar no tratamento de uma possível depressão;
  • Ajudar a controlar a pressão alta;
  • Permitir que se controle a glicemia;
  • Ajudar no tratamento de distúrbios alimentares.

Como já percebeu, a meditação não funciona como um passo de magia, é um processo contínuo, que se for praticado durante algum tempo todos os dias, irá certamente gerar resultados benéficos. Por isso, não desista perante as primeiras adversidades. 

Siga-nos ou contacte-nos através das seguintes redes: 

Deixe uma resposta